Observatório Político Brasileiro

Artigos assinados; clipping e crítica de notícias políticas de interesse público

O artigo 216 da Constituição Federal Brasileira ordena a proteção do Patrimônio porém, a legislação ainda não tem o alcance necessário de proteger um bem de importância para a humanidade.
Tombar  significa proteger pois, nossos descendentes tem o direito de desfrutar da construção histórica feita através dos tempos.
A mudança da paisagem urbana tem descaracterizado os espaços coletivos que deveriam ser preservados.
Santo André,após 15 anos de processo,conquistou o tombamento do Paço Municipal formado pelos prédios do Executivo,Câmara e Biblioteca. O local é conhecido como Praça IV Centenário em homenagem ao quatrocentos anos da cidade,em 08 de abril de 1953.
Este é o 2° tombamento ocorrido em Santo André,uma vez que, o primeiro se deu em 1997 com a tomba da Vila Ferroviária em Paranapiacaba.
É importante ressaltar que história e memória são as primícias da identidade cultural de um local.
E o processo  de valorização é de reponsabilidade compartilhada,e o Governo local deve atuar efetivamente, conscientizando a população tornado-as partícipes da preservação,como sugere a Constituição Federal que o poder público com a cooperação da comunidade deve promover e proteger o "patrimônio cultural brasileiro."

Exibições: 121

Responder esta

Noticiário Recente

*** Em atualização ***

Links Indicados:



Visitantes, a partir de 06/05/2009:

Efeitos Especiais


Assinar o feed


diHITT - Notícias


© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço